Prêmio Nobel: as conquistas e descobertas dos laureados de 2014

Medicina

O norte-americano John O’ Keefe e os noruegueses May-Britt Moser e Edvard I. Moser foram reconhecidos pela descoberta de células que se constituem em sistema de posicionamento no cérebro, uma espécie de “GPS interno”, que nos permite identificar, por exemplo, onde estamos ou como encontramos o caminho de um lugar para o outro.

“A descoberta de tal sistema representa uma mudança de paradigma na compreensão de como conjuntos de células específicas trabalham juntas para executar funções cognitivas mais complexas e abriu caminhos para compreensão de outros processos cognitivos, tais como a memória, o pensamento e o planejamento”, ressalta o comunicado oficial do Prêmio.

 Física

Os cientistas japoneses Isamu Akasaki, Hiroshi Amano e Shuji Nakamura levaram o Nobel de Física pela invenção de novo tipo de diodo emissor de luz (LED), o azul, possibilitando nova fonte de luz mais eficiente e favorável ao meio ambiente.

A Academia Sueca destacou: “A LED azul tem apenas 20 anos, mas já contribuiu para a criação de luz branca de maneira inteiramente nova em benefício de todos”.

Química

Os norte-americanos Eric Betzig e William E. Moerner e o alemão Stefan W. Hell receberam o Nobel de Química pelo desenvolvimento do que se tornou conhecido “nanoscopia”, permitindo aos cientistas a visualização dos caminhos das moléculas dentro das células vivas. “Hoje a nanoscopia é usada em todo o mundo e os benefícios para a humanidade resultantes desses novos conhecimentos são vistos diariamente”.

Literatura

O Nobel de Literatura de 2014 é do francês Patrick Mondiano, pela “arte da memória com a qual ele evocou os destinos humanos mais inapreensíveis e revelou a vida (durante) a ocupação”.

As obras de Modiano centram em temas como a memória, o esquecimento, a identidade e o sentimento de culpa. Paris é muitas vezes presente no texto e quase pode ser considerada participante criativo nas obras.

Alguns de seus livros tiveram edições em português, mas todas estão fora de catálogo. A exceção é o infantojuvenil “Filomena Firmeza”.

Paz

O indiano Kailash Satyarthi e a paquistanesa Malala Yousafzay foram os laureados com o Nobel da Paz “pela luta contra a supressão de crianças e jovens e pelo direito de todas as crianças à educação”.

Economia

O francês Jean Tirole é considerado um dos economistas mais influentes do nosso tempo. Fez importantes contribuições teóricas de pesquisa em várias áreas. A principal delas: esclareceu como compreender e regular as indústrias a partir da análise de poucas e poderosas empresas.

 

Fonte: nobelprize.org 

Tags:

Não há comentários ainda

Deixe uma resposta